Share |

Artigos

Abril 3, 2020 09:23 PM

Bloco Esquerda Tavira

Tavira, 21/03/2020

Exma. Sra. Presidente

O Bloco de Esquerda, preocupado com a situação atual criada pelo surgimento do Covid-19 vem apresentar à Câmara Municipal de Tavira, com conhecimento aos restantes órgãos das autarquias locais do concelho, os quais consideramos serem também elementos fundamentais neste processo,  um conjunto de medidas que acreditamos ser necessário implementar urgentemente:

Bloco Esquerda Tavira

Travessa das Cunhas, 49

tavira@blocomail.org

8800 Tavira

                                                                                      À : Exma. Sra. Presidente

Março 27, 2020 12:45 AM

Devido à situação atual que estamos atravessar, com o decorrer dos próximos tempos, irão surgir despedimentos, causando ainda mais constrangimentos no seio familiar.

O Bloco de Esquerda do Algarve está empenhado, na medida das suas possibilidades e das limitações que agora se impõem a todos, em contribuir para a prevenção e travagem do aumento e da generalização dos despedimentos na região, da dispensa de trabalhadores precários e temporários, e de tantos outros abusos que estão a ser cometidos à conta da pandemia do coranavírus.

 Nesse sentido, divulgamos os nossos contactos diretamente destinados a estes problemas, apelando a que não hesitem em nos escrever para emergência.algarve2020@gmail.com ou  https://www.despedimentos.pt/

O Bloco de Esquerda do Algarve, através dos seus representantes autárquicos e das suas concelhias, está a dirigir-se, nestes dias, às Câmaras, Assembleias Municipais e Juntas de Freguesia, propondo um conjunto de medidas, para além das que os Executivos camarários já estão concretizando, que considera indispensáveis a nível autárquico, para se poder enfrentar a atual pandemia, nos seus efeitos nefastos sobre a saúde dos cidadãos algarvios.

Mas, além dessas, outras medidas são também necessárias, no que respeita à contenção e paragem dos despedimentos, declarados ou encobertos, cortes ilegais de salários e complementos, dispensa de trabalhadores no período experimental ou temporário, férias e licenças sem vencimento forçadas, bancos de horas negativos e tantos outros abusos que subvertem a solidariedade que todos apregoam e se necessita cada vez mais.

Março 26, 2020 11:52 PM

No momento presente, face à pandemia do Covid-19, o concelho de Lagoa (tal como a nível regional e nacional) vive momentos muito difíceis. Desta forma são necessárias medidas urgentes e inadiáveis para responder a essa mesma crise.

A Câmara Municipal de Lagoa e as Juntas de Freguesia do concelho já implementaram no terreno diversas medidas o que é de louvar.

Em anexo segue a posição do Bloco de Esquerda de Lagoa que a Câmara e as Freguesias deverão concretizar. Certamente, várias das propostas aqui expressas já estarão em funcionamento, no entanto seguem todas na sua integralidade.

O Bloco de Esquerda pretende dar o seu contributo de forma construtiva para a resolução/mitigação de uma crise que se apresenta avassaladora que a todos atingirá, mas com maior intensidade sobre os mais fracos.

O dever das autarquias

A Câmara Municipal de Lagoa (juntamente com as Freguesias do concelho) dispõe de meios e conhecimento essenciais na resposta a esta crise. É responsável por serviços públicos fundamentais e de proximidade. Conta com trabalhadores que conhecem bem o território e as populações e com meios e equipamentos (de cantinas a frota automóvel, passando por pavilhões e escolas) que podem e devem ser direcionados para a resposta à crise que estamos a viver.

O Bloco de Esquerda apresenta um programa de emergência autárquico para a crise pandémica, com medidas concretas articuladas em 3 eixos e 15 áreas de intervenção prioritárias:

A - Apoiar os mais vulneráveis

Nenhuma criança fica para trás

Março 26, 2020 11:00 PM

Propostas apresentadas pelo Bloco de Esquerda à Câmara Municiapal de Portimão para responder à crise do Covid-19.

Portimão, 22 de março de 2020

Propostas

Covid-19 Resposta de emergência à crise:

O dever das autarquias

A Câmara Municipal de Portimão (juntamente com as Freguesias do concelho) dispõe de meios e conhecimento essenciais na resposta a esta crise. É responsável por serviços públicos fundamentais e de proximidade. Conta com trabalhadores que conhecem bem o território e as populações e com meios e equipamentos (de cantinas a frota automóvel, passando por pavilhões e escolas) que podem e devem ser direcionados para a resposta à crise que estamos a viver.

O Bloco de Esquerda apresenta um programa de emergência autárquico para a crise pandémica, com medidas concretas articuladas em 3 eixos e 17 áreas de intervenção prioritárias:

 

A - Apoiar os mais vulneráveis

Março 21, 2020 01:45 AM

As autarquias dispõem de meios e conhecimento essenciais na resposta a esta crise. São responsáveis por serviços públicos fundamentais e de proximidade. Contam com trabalhadores que conhecem bem o território e as populações e com meios e equipamentos (de cantinas a frota automóvel, passando por pavilhões e escolas) que podem e devem ser direcionados para a resposta à crise que estamos a viver.

As autarquias dispõem de meios e conhecimento essenciais na resposta a esta crise. São responsáveis por serviços públicos fundamentais e de proximidade. Contam com trabalhadores que conhecem bem o território e as populações e com meios e equipamentos (de cantinas a frota automóvel, passando por pavilhões e escolas) que podem e devem ser direcionados para a resposta à crise que estamos a viver.

O Bloco de Esquerda apresenta um programa de emergência autárquico para a crise pandémica, com medidas concretas articuladas em 3 eixos e 17 áreas de intervenção prioritárias:

A - Apoiar os mais vulneráveis

1. Nenhuma criança fica para trás

Março 7, 2020 11:28 PM

Bloco de Esquerda/Tavira rejeita estrada no Centro de Experimentação Agrária de Tavira

Após análise de todo o processo quanto ao atravessamento de uma estrada no Centro de Experimentação Agrária de Tavira (CEAT), o Bloco Esquerda/Tavira (BE/Tavira) toma a posição de rejeitar liminarmente essa possibilidade, optando pela não realização de qualquer intervenção nas duas passagens de nível (Estação e Porta Nova) que constam no processo, salvaguardando assim todo o espaço do Centro Agrário e, garantindo também a eletrificação da linha ferroviária.

Bloco de Esquerda/Tavira rejeita estrada no Centro de Experimentação Agrária de Tavira

Após análise de todo o processo quanto ao atravessamento de uma estrada no Centro de Experimentação Agrária de Tavira (CEAT), o Bloco Esquerda/Tavira (BE/Tavira) toma a posição de rejeitar liminarmente essa possibilidade, optando pela não realização de qualquer intervenção nas duas passagens de nível (Estação e Porta Nova) que constam no processo, salvaguardando assim todo o espaço do Centro Agrário e, garantindo também a eletrificação da linha ferroviária.

Março 3, 2020 10:26 PM

A Associação de defesa dos animais ADOTA , localizada em Santa Luzia, desempenha uma tarefa bastante digna e de enorme importância para o concelho de Tavira, ao albergar nas suas instalações os animais errantes, neste caso cães e gatos. Esta Associação foi confrontada ....

NOTA DE IMPRENSA

Bloco de Esquerda preocupado com a situação de precariedade da Associação de defesa dos animais ADOTA

A Associação de defesa dos animais ADOTA , localizada em Santa Luzia, desempenha uma tarefa bastante digna e de enorme importância para o concelho de Tavira, ao albergar nas suas instalações os animais errantes, neste caso cães e gatos. Esta Associação foi confrontada, nos últimos dias do ano 2019, com a necessidade de abandonar, num curto espaço de tempo, parte do espaço que utilizava, no caso concreto a área onde estavam instalados os gatos. A ADOTA tentou junto da Câmara Municipal de Tavira obter apoio para a resolução do problema, mas acontece que a Autarquia não se mostrou, até à presente data, capaz de ajudar de forma concreta a resolver a situação.

Março 3, 2020 10:25 PM

A Associação de defesa dos animais ADOTA , localizada em Santa Luzia, desempenha uma tarefa bastante digna e de enorme importância para o concelho de Tavira, ao albergar nas suas instalações os animais errantes, neste caso cães e gatos. Esta Associação foi confrontada ....

NOTA DE IMPRENSA

Bloco de Esquerda preocupado com a situação de precariedade da Associação de defesa dos animais ADOTA

A Associação de defesa dos animais ADOTA , localizada em Santa Luzia, desempenha uma tarefa bastante digna e de enorme importância para o concelho de Tavira, ao albergar nas suas instalações os animais errantes, neste caso cães e gatos. Esta Associação foi confrontada, nos últimos dias do ano 2019, com a necessidade de abandonar, num curto espaço de tempo, parte do espaço que utilizava, no caso concreto a área onde estavam instalados os gatos. A ADOTA tentou junto da Câmara Municipal de Tavira obter apoio para a resolução do problema, mas acontece que a Autarquia não se mostrou, até à presente data, capaz de ajudar de forma concreta a resolver a situação.

Fevereiro 27, 2020 03:52 PM

Chegou ao conhecimento do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda que o Centro Hospitalar Universitário do Algarve/CHUA e a ARS/Algarve assinaram com o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses/SEP, antes das eleições legislativas, acordos importantes com vista a concretizar o descongelamento de progressões para os enfermeiros, previsto no Orçamento de Estado para 2018. Estes acordos foram subscritos pelos respetivos Presidentes das referidas instituições de saúde, nomeadamente em 4 de fevereiro e 20 de setembro de 2019.

Assunto: Concretização do descongelamento de progressões para os enfermeiros do CHUA e da ARS/Algarve

Destinatário: Ministério da Saúde

Exmo. Senhor Presidente da Assembleia da República

Chegou ao conhecimento do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda que o Centro Hospitalar Universitário do Algarve/CHUA e a ARS/Algarve assinaram com o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses/SEP, antes das eleições legislativas, acordos importantes com vista a concretizar o descongelamento de progressões para os enfermeiros, previsto no Orçamento de Estado para 2018. Estes acordos foram subscritos pelos respetivos Presidentes das referidas instituições de saúde, nomeadamente em 4 de fevereiro e 20 de setembro de 2019.