Em agosto de 2016 foi lançado o programa 365 Algarve, em conjunto pelas Secretarias de Estado da Cultura e do Turismo, com um orçamento de 1,5 milhões de euros, com a finalidade de aliar cultura e turismo para combater a sazonalidade no Algarve. Este Programa acabou por ser vivamente acolhido pela Região de Turismo do Algarve e pela Direção Regional de Cultura. O 365 Algarve atingiu quatro temporadas com a realização de mais de um milhar de espetáculos e de outras iniciativas em todos os 16 concelhos da região.

Site Distrital do Algarve

O deputado João Vasconcelos, do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda, e outros membros da Comissão Coordenadora do Bloco Esquerda Algarve, reuniram-se com a Direção da ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários do Algarve.

A ANJE apresentou o seu programa de capacitação digital denominado “Restart”, e chamou à atenção para a necessidade da diversificação da atividade económica no Algarve para que a região não esteja tão sujeita ao efeito sazonal e sensível a eventuais instabilidades externas que despoletem crises sociais e económicas.

Site Distrital do Algarve

O Bloco considera que a atividade turística no Algarve, além da sua sazonalidade, é uma atividade muito sensível a variações externas que podem despoletar crises mais acentuadas com impacto no desemprego e na economia da região. A atividade turística, fruto da situação pandémica que se vive, teve perdas de cerca de 800 milhões de euros no ano passado, sendo que os números de desempregados no Algarve ultrapassam já os 30 mil inscritos.

Site Distrital do Algarve

Os deputados João Vasconcelos e Maria Manuel Rola, do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda (BE), apresentaram um requerimento para a audição do ministro do Ambiente e da Transição Climática, na Assembleia da República, «para prestar todos os esclarecimentos considerados necessários» sobre o Plano Regional de Eficiência Hídrica (PREHA).

Site Distrital do Algarve

Segundo o sindicato, a grande vaga de despedimentos no sector verificou-se no ano passado, no período logo anterior ao confinamento, e com o seu início em Março. Então foi a vaga de despedimentos de todo o pessoal em período experimental, com contratos a termo e outros vínculos precários. Particularmente afectados foram os trabalhadores imigrantes. Verificaram-se muitas férias forçadas, aumento da polivalência, reduções e cortes salariais, quer pelas condições do lay-off, quer por imposição patronal. Aumentaram as situações de atraso do pagamento de salários. Muitas unidades hoteleiras encerraram temporariamente, na restauração, muitos cafés e restaurantes deram falência em definitivo.

Site Distrital do Algarve

O Bloco de Esquerda/Algarve defende a rápida intervenção do poder central no apoio ao Algarve, nomeadamente à população e às empresas que sofreram com o surgimento da pandemia do Covid-19, O Algarve é das regiões do país que sofreu o maior impacto económico e social, devendo o Governo avançar para a designação do Algarve como Região de Catástrofe Social e Económica, de forma a ultrapassar todas as burocracias que têm vindo a dificultar os apoios aos algarvios.

Site Distrital do Algarve

O deputado João Vasconcelos, do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda, e outros membros da Comissão Coordenadora do Bloco Esquerda Algarve, reuniram-se com a Administração da Docapesca.

O Bloco, preocupado que está com a situação dramática que se vive na região do Algarve e com o impacto das restrições na atividade económica e no setor ligado ao mar e pescas, colocou diversas questões.

Site Distrital do Algarve

O Bloco de Esquerda procurou auscultar a PAS sobre os recursos hídricos na região, saber a opinião da mesma acerca do Projeto de Recuperação e Resiliência, nomeadamente no que concerne ao Programa Regional de Eficiência Hídrica do Algarve/PREHA, manifestando preocupação com a futura escassez de água e a desertificação em curso no Algarve, com as alterações climáticas e as suas consequências regionais que poderão agravar as situações de seca no futuro.

Site Distrital do Algarve

DESASSOREAMENTO URGENTE DA BARRA DE TAVIRA E DOS CANAIS DE ACESSO AOS PORTOS DE SANTA LUZIA E DE CABANAS

Site Distrital do Algarve

O Bloco e a ACTA lamentam a ausência de programas concretos dedicados às artes por parte do governo, e a ausência de consolidação de estruturas fundamentais para cada região. O Bloco considera a dotação do Orçamento de Estado para a cultura como muito fraca e insuficiente, o que, aliado à falta de apoios devido à pandemia, a cultura continua a ser desprezada e obriga os artistas a mendigar para sobreviverem.

Opinião

Portugal tem sido um dos países do mundo mais hospitaleiros para a comunidade LGBTIQ. Mas isso não é suficiente, é preciso fazer de todos as cidades e municípios portugueses como “Zonas de Liberdade LGBTIQ”, um imperativo democrático e de claro respeito pelos direitos humanos.

A pandemia da COVID-19 atingiu o coração do desporto, com um impacto negativo a vários níveis, desde o desportivo propriamente dito, como o económico e social.

Resoluções Mesa NacionalResoluções Mesa Nacional

Existem actualmente 1 utilizador e 1 convidado ligados.

Utilizadores ligados:

  • Miguel Madeira

Vídeos

O deputado João Vasconcelos questionando o ministro das Infraestruturas sobre a falta de requalificação da EN125 entre Olhão e Vila Real de Santo António, que espera há 13 por essa requalificação.

2.ª parte da Audição parlamentar a várias entidades - CCDR/Algarve, APA, ICNF, SEPNA da GNR, IGAMAOT e DRAP/Algarve -, sobre a plantação ilegal de abacates no concelho de Lagos.