inclusão social

Junho 7, 2019 10:39 AM

No Bloco de Esquerda entendemos que uma verdadeira emancipação LGBTI+ passa não só pelos vários direitos legais que já foram garantidos à comunidade, mas também por construir uma igualdade social plena, acabando com a cultura patriarcal, binária e heteronormativa que vigora na sociedade, desconstruindo a discriminação LGBTI+ sofrida pela comunidade nos espaços públicos e privados e garantindo uma plena inclusão nos locais de trabalho e nas várias instituições desde a saúde até à educação.

Março 29, 2019 01:44 PM

O deputado Jorge Falcato está a percorrer o país para ouvir de viva voz propostas das pessoas com deficiência e as suas famílias sobre o que ficou por fazer. Estas sessões têm o lema: Se eu fosse deputado ou deputada que proposta apresentaria? E é neste contexto que o deputado bloquista estará em Faro no dia 13 de abril às 15h30 horas no Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), onde também teremos, para contribuir para este importante debate, João Varela, Coordenador da Delegação do Algarve do Centro de Vida Independente e o deputado do Bloco de Esquerda, João Vasconcelos.

Maio 3, 2018 02:36 PM

O Bloco de Esquerda quer saber se as Câmaras Municipais algarvias têm “plano de acessibilidade bem como se tem verba dedicada no orçamento à necessária adaptação do espaço público”. Para tal, deu entrada na Assembleia da República de um requerimento dirigido a todas as autarquias do país, e onde se incluem os 16 municípios algarvios.

Setembro 22, 2014 05:13 PM

Para os alunos com necessidades educativas especiais de seis agrupamentos, num total de 21 escolas, no concelho de Olhão, o ano lectivo ainda não começou. Os encarregados de educação receberam notificações para não levarem os filhos à escola até indicação em contrário.

Maio 21, 2013 12:33 PM

BE contesta cortes nos apoios sociais a jovens de Portimão e a instituição com mais de trinta anos de existência. Em visita à CRACEP, em Portimão, Cecília Honório, deputada do Bloco, conheceu a realidade e questiona o Governo acerca do futuro da inclusão dos jovens portadores de deficiência. O Plano de Emergência Social (PES) dos bloquistas, já em marcha,  sinaliza problemas de empobrecimento no Algarve e propõem alternativas a 6, 7 e 8 de Junho próximo.

Opinião

Com as eleições de 6 de outubro a esquerda ficou mais fraca no Algarve. O Bloco, ao manter a sua representação parlamentar, surge como o grande referencial das aspirações, reivindicações e lutas dos algarvios, apresenta-se como a principal força de esquerda na região. A nossa principal bússola assenta nos programas nacional e regional, que se complementam. Acabada a geringonça, por vontade do PS e do PCP, o Bloco nada terá a temer, liderando a oposição e mantendo o seu rumo socialista, com coragem e determinação – naturalmente, com todos e sem esquecer as convergências possíveis à esquerda.

Neste aspecto devemos lembrar que o Algarve é uma enorme fonte de receitas para o País, e certamente conseguirá verbas para fazer face às hipotéticas despesas, acrescentando que deve surgir uma dinâmica de solidariedade para com as regiões mais desfavorecidas do todo nacional.