Share |

Marcha lenta em protesto contra a degradação da EN 264

85 carros, três camiões, duas moto-quatro e dois tractores partiparam na marcha lenta, promovida pelo Bloco de Esquerda, em protesto pela ausência de investimento na urgente requalificação da EN 264.

A Estrada Nacional 264, eixo rodoviário que liga a vila de São Bartolomeu de Messines a Algoz, no concelho de Silves encontra-se em significativo estado de degradação, situação que já mereceu diversos alertas por parte da população. 

Os cidadãos que utilizam a EN 264 são frequentemente alvo de prejuízos assinaláveis decorrentes das reparações dos seus veículos como consequência do preocupante estado de conservação que o pavimento apresenta, facto que tem afectado seriamente a qualidade de vida das populações.

No final da iniciativa, que reuniu todos os participantes em Algoz, Cecília Honório, cabeça de lista do Bloco de Esquerda para as eleições legislativas do próximo domingo, relembrou que a ausência de qualquer reparação de uma situação arrasta-se há demasiado tempo, comprometendo-se com a defesa da requalificação da EN 264 como uma prioridade no debate parlamentar.