Share |

Sobre: Saúde

Abril 7, 2017

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda apresentou um Projeto de Resolução recomendando ao Governo manter o Centro de Medicina Física e de Reabilitação (CMFR) do Sul na esfera pública, dotando-o de autonomia e com os recursos humanos, técnicos e financeiros necessários ao seu pleno funcionamento. Ler aqui, e na integra, a iniciativa legislativa apresentada.

Abril 6, 2017

O Bloco de Esquerda dirigiu um conjunto de perguntas ao Governo relacionadas com o recurso do Centro Hospitalar do Algarve (CHA) a entidades convencionadas nos anos de 2013, 2014 e 2015.

Os deputados bloquistas João Vasconcelos e Moisés Ferreira querem saber quais os montantes gastos, quais as áreas em que mais de recorreu a entidades convencionadas para realizar meios complementares de diagnóstico e terapêutica (MCDT), e quais as os real motivos que levam as estes recursos. Consulte aqui a pergunta dirigida ao Ministério da Saúde.  

Março 14, 2017

O Bloco de Esquerda recomendou ao Governo a aquisição de viaturas para a prestação de cuidados ao domicílio no quadro dos cuidados de saúde primários.

A iniciativa parlamentar surge na sequência do Bloco ter questionado os Agrupamentos de Saúde (ACES) e Unidades Locais de Saúde (ULS) existentes no país acerca da frota disponível, nomeadamente se a mesma era suficiente para acompanhar os utentes a necessitar de cuidados domiciliários. A maioria das ACES e ULS manifestou ter uma frota insuficiente para a prestação de cuidados de saúde, e os gastos com com taxis ou aluguer de automóveis chegou aos 1,7 milhões de euros no anos de 2015.

Relativamente à região do Algarve, importa assinalar que o conjunto das 3 ACES (I - central, II - barlavento e II sotavento) manifestou a necessidade de mais 23 viaturas no conjunto. Ler aqui, e na integra, a iniciativa legislativa apresentada.

Fevereiro 24, 2017

João Vasconcelos e Moisés Ferreira, autores da iniciativa, consideram ser preciso um investimento imediato e urgente no CHA, sendo necessário suprir necessidades, as quais, acreditam os parlamentares do Bloco, não passam por meras medidas de gestão e organização, mas sim um compromisso da tutela para um reforço de investimento. Consulte aqui a pergunta dirigida ao Ministério da Saúde.

Dezembro 21, 2016

 

O Bloco de Esquerda questionou o Governo acerca da entrega da gestão do Centro de Medicina Física de Reabilitação do Sul (CMFRS) a uma instituição particular de solidariedade social (IPSS).

Os parlamentares do Bloco querem saber se a proposta apresentada pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve para a entrega a gestão do CMFRS a uma IPSS é rejeitada, mantendo a gestão desta unidade de saúde na esfera pública. Consulte aqui a pergunta dirigida ao Ministério da Saúde.

Dezembro 7, 2016

Na próxima sexta-feira, dia 9 de dezembro, Catarina Martins, coordenadora Nacional do Bloco de Esquerda, realiza uma visita ao Hospital de Portimão. A iniciativa, que será acompanhada também pelo deputado eleito pelo Algarve, João Vasconcelos tem lugar pelas 15:30 horas e insere-se num conjunto de ações promovidas pelo Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda no âmbito da saúde, que terão lugar neste dia em todo o país.

Dezembro 6, 2016

 

O Bloco de Esquerda dirigiu um conjunto de perguntas escritas ao Governo sobre as inúmeras dificuldades por que passa atualmente o serviço de urgência do Hospital de Portimão. Consulte aqui a pergunta dirigida ao Ministério da Saúde.

Novembro 17, 2016

O Bloco de Esquerda questionou o Ministério da Saúde sobre quantos quartos de isolamento existem no Centro Hospitalar do Algarve (CHA), quantos destes são de isolamento com pressão negativa e se o Ministro considera serem suficientes. Consulte aqui a pergunta dirigida ao Ministério da Saúde.

Novembro 16, 2016

O Bloco de Esquerda dirigiu por escrito um conjunto de perguntas ao Governo, através do Ministério da Saúde, relacionadas com a contratação, por parte da ARS Algarve, de enfermeiros com recurso a recibos verdes. Consulte aqui a pergunta dirigida ao Ministério da Saúde.

Outubro 4, 2016

O Bloco de Esquerda quer saber quais os motivos que levaram ao encerramento do único Centro de Aconselhamento e Deteção da infeção VIH/SIDA (CAD) no Algarve durante cerca de 15 dias.

João Vasconcelos e Moisés Ferreira questionaram por escrito o Ministério da Saúde sobre quais os motivos que levam o CAD de Faro a encerrar durante cerca de 15 dias e quais as medidas tomadas pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve no sentido de colmatar esta falta e garantir a reabertura do serviço. Consulte aqui a pergunta dirigida ao Ministério da Saúde.

Setembro 14, 2016

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda questionou o Governo, através do Ministério da Saúde, acerca da abertura da extensão de saúde do Azinhal, no concelho de Castro Marim. Consulte aqui a pergunta dirigida ao Ministério da Saúde.

Julho 12, 2016

O Bloco de Esquerda dirigiu requerimentos a todas as autarquias algarvias no sentido de conhecer quais as iniciativas que as mesmas têm em prática para a promoção da saúde, nomeadamente se têm um plano municipal de saúde, com que medidas e objetivos, e quais as iniciativas que foram ou estão a ser tomadas no sentido de prevenir a doença e promover a saúde da população.  Consulte aqui o referido requerimento (neste caso dirigido à Câmara Municipal de Olhão).

Julho 5, 2016

Os deputados do Bloco de Esquerda, João Vasconcelos, eleito pelo Algarve, e Moisés Ferreira, questionaram o Governo, através do Ministério do Saúde, sobre qual o acompanhamento que está a ser feito às mulheres com implantes de silicone pré-cheios do fabricante Poly Implant Prothese, designados por implantes PIP.

Os parlamentares do Bloco, pretenderem saber qual o acompanhamento que está a ser feito pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS) às mulheres com implantes PIP, isto é, se todas aquelas que receberam um implante PIP foram contactadas pelo SNS para monitorização dos implantes e se foi dada informação acerca dos riscos que estes acarretam.

Abril 22, 2016

O Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre quais as medidas que estão a ser implementadas para fazer face aos constrangimentos registados no Centro de Saúde de Olhão, nomeadamente no que concerne à contratação de pessoal em falta, na substituição do equipamento informático obsoleto e nas necessárias obras de manutenção. Consulte aqui a pergunta dirigida ao Ministério da Saúde.