ordenamento

Janeiro 9, 2016 10:26 PM

A construção de um mega empreendimento imobiliário no concelho de Loulé, considerado como projecto de potencial interesse nacional (PIN), viola a legislação nacional e comunitária e o grupo parlamentar do Bloco de Esquerda quer ouvir, a esse propósito, e com carácter de urgência, a Secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza. Ler na integra o requerimento entregue à Comissão Parlamentar de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação.

Março 29, 2011 11:00 PM

O Bloco de Esquerda realiza uma sessão pública para discutir o seu projecto para a criação de um Banco Público de Terras. A iniciativa está agendada para dia 2 de Abril, Sábado, na sala de reuniões da Associação de Regantes e Beneficiários de Silves, Lagoa e Portimão, situada em Silves, com início marcado para as 17h30 e contando a participação do deputado e Presidente da Comissão de Agricultura e Pescas, Pedro Soares.

Abril 9, 2010 11:00 PM

Diversos técnicos têm alertado para as consequências da chuva e do vento, especialmente intensos este Inverno, na zona costeira algarvia, nomeadamente a libertação de grandes massas de rocha e terra, erosão e recuo acentuado das dunas. Segundo Sebastião Teixeira, geólogo da Administração da Região Hidrográfica do Algarve (ARHA), em 2010 o Algarve já teve «o dobro ou mesmo o triplo das derrocadas de um ano normal» num total de 25, sendo provável que o número aumente, uma vez que a monitorização ainda não se encontra finalizada.

Opinião

Presentemente, em Olhão, faltam casas para venda ou arrendamento e as poucas que existem atingem preços elevadíssimosComo satisfazer a necessidade de habitação dos jovens e das famílias mais carenciadas? Para resolver este problema tem que haver investimento municipal e vontade política para utilizar os instrumentos e condições disponíveis. É então possível minorar a grave carência de habitações com que atualmente os  olhanenses se vêm confrontados 

O turismo náutico é um tipo de turismo cada vez mais em moda e com tendência à massificação (…). No caso do projeto para Olhão, em que o porto de recreio e a área de navegação se encontram em plena Ria Formosa, colocam-se todos os problemas ambientais e socio-económicos que daí advêm (…): põe em risco o equilíbrio ecológico da área protegida da ria; (…) põe risco recursos de pesca com papel importante na economia local e qualidade de vida das populações; (…) prejudica a relação visual com a ria e a preservação da imagem global de açoteias e mirantes que identifica a cidade cubista; (…) implica a deslocalização de atividades tradicionais, o que irá destruir modos de vida únicos e autênticos que fazem parte de uma apropriação popular das zonas ribeirinhas (…) (VER ARTIGO COMPLETO NO INTERIOR)