Share |

Bloco vai questionar Governo sobre situação da atribuição dos apoios às vítimas dos incêndios de Monchique

Uma delegação do Bloco de Esquerda deslocou-se ontem, segunda-feira, à Vila de Monchique e à freguesia de Alferce para reunir respetivamente com a Câmara Municipal e com a Junta de Freguesia com o propósito de fazer o balanço necessário no momento em que passam 6 meses sobre a tragédia dos incêndios florestais.

Ao longo destes meses, e embora tenha sido anunciados vários apoios, estes tardam em chegar ao terreno, ou a quem mais precisa. Em ambas as reuniões, o deputado algarvio João Vasconcelos, recordou que foram aprovadas, e estão em vigor, duas iniciativas políticas apresentadas pelo Bloco de Esquerda: (1.) o artigo n.º 321, apresentado no quadro do Orçamento de Estado de 2019, atribui às vítimas dos incêndios que ocorreram nos concelhos de Monchique, Silves, Portimão e Odemira, em Agosto de 2018, medidas de apoio idênticas atribuídas às vítimas dos incêndios florestais verificados no país entre 17 e 24 de junho e entre 15 e 16 de outubro de 2017. Por outro lado, o Projeto de Resolução n.º 1843/XIII/4ª que Recomenda ao Governo que adote com urgência um procedimento simplificado para o apoio às vítimas dos incêndios de Monchique, Silves, Portimão e Odemira, o qual prevê, além do referido procedimento simplificado, articulação em conjunto com a autarquias locais e em reuniões presenciais para a adoção de procedimentos para informar de forma célere as populações e as vítimas afetadas sobre os métodos e processos para aceder aos apoios necessários, e que estas medidas sejam adicionalmente divulgadas pelos canais locais disponíveis.

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vai questionar, na Assembleia da República, o Governo e outros responsáveis políticos sobre o ponto da situação da atribuição dos apoios às vítimas dos incêndios de Monchique ocorridos em agosto do ano passado.