Share |

Alunos de São Bartolomeu de Messines prejudicados em exame nacional por falta de professor de Português

João Vasconcelos e Joana Mortágua exigem uma resposta do Governo sobre a falta de professor da disciplina de Português na Escola Básica 2, 3 de São Bartolomeu de Messines, no concelho de Silves.

Os deputados do Bloco de Esquerda querem que sejam dadas com urgência garantias às 3 turmas que no final do 1º período letivo estavam sem professor de português, de forma a que iniciem as aulas do 2º período com toda a regularidade e venham a ter aulas de compensação, sobretudo para os alunos da turma do 9º ano de escolaridade que estarão sujeitos ao exame nacional à disciplina de Português.

Recordemos que a situação foi conhecida quando pais e alunos fecharam a cadeado os portões da EB 2,3 João de Deus, em São Bartolomeu de Messines, em protesto pela falta de professor de Português e com o propósito de chamar a atenção para o problema que afeta os alunos de 3 turmas daquela escola, desde o início do ano.

Os alunos da turma do 9.º ano de escolaridade são os mais afetados na medida em no final do ano letivo estarão sujeitos ao exame nacional da disciplina de Português. Mais duas turmas do 8º ano são abrangidas pela mesma falta de professor da disciplina de Português. Também toda a comunidade escolar se encontra muito preocupada, pois até ao final do 1.º período letivo não foi dada qualquer resposta para colmatar esta situação.

De acordo com as informações vindas a público, o problema surgiu quando o professor colocado no início do ano letivo abandonou o lugar, o mesmo sucedendo com outros professores, apontando para que a situação resulte de deficiências do sistema nacional de colocação de professores.

Consulte aqui a pergunta dirigida ao Ministério da Educação.