Share |

Faro sem meios de diagnóstico para o cancro da mama

O Hospital de Faro não reúne condições técnicas para a realização de mamografias, acusa o Bloco de Esquerda, tendo questionado o Governo sobre esta anomalia.

Os deputados João Vasconcelos, Moisés Ferreira e Jorge Falcato querem saber por que razão aquela unidade hospitalar não está a dar resposta aos utentes, quais as medidas implementadas para resolver a avaria no equipamento, e quando se prevê que o mesmo esteja novamente a funcionar.

Segundo informação dos utentes que chegou ao conhecimento do Bloco de Esquerda, o Hospital de Faro não está a realizar mamografias pelo menos desde o dia 11 de abril devido a uma avaria no equipamento existente, situação que causa transtorno aos utentes e induz ansiedade às pessoas que aguardam este exame.

Sabe-se ainda que, perante a avaria do equipamento, não é transmitida qualquer informação relativamente a alternativas de encaminhamento para outra instituição. Também não há previsão de realização do exame, situação que os deputados consideram inadmissível.

Assim, os parlamentares bloquistas querem também saber por que motivo o Centro Hospitalar do Algarve (CHUA) não está a proceder ao encaminhamento dos utentes para outras instituições para a realização de mamografias.

O CHUA é composto por três unidades hospitalares – Faro, Portimão e Lagos – às quais se somam os Serviços de Urgência Básica do Algarve e o Centro de Medicina Física e de Reabilitação do Sul. O CHUA presta cuidados de saúde aos dezasseis concelhos do Algarve, o que significa uma população de cerca de 450.000 pessoas, número que triplica na época alta do ponto de vista turístico.

Consulte aqui a pergunta dirigida ao Governo através do Ministério da Saúde.