Share |

Plano de Emergência Social do BE percorre o Algarve

A primeira iniciativa de apresentação no Algarve do Plano de Emergência Social (PES) do Bloco de Esquerda (a decorrer por todo o País), teve início no passado dia 10 de Maio, em Portimão.

Com a intenção de divulgar algumas das medidas previstas neste Plano, Cecília Honório e João Vasconcelos, deputada eleita pelo Algarve e coordenador do núcleo de Portimão, por esta força política deslocaram-se às instalações da CRACEP, Cooperativa de Reeducação e apoio à Criança Excepcional de Portimão.

A instituição, com várias valências, nomeadamente Centro de Reabilitação Profissional, Centro de Actividades Operacionais, Cantina Social e Lar Residencial, dá resposta a centenas de jovens da região e respectivas famílias, fez saber que está em causa a sua própria continuidade. 

Casos como os da CRACEP preocupam o Bloco de Esquerda para quem, segundo Cecília Honório "estas respostas sociais estão em ruptura dado o contexto de crise que vivemos e que o Governo teima em agravar com as sucessivas política de austeridade". 

É no sentido de fazer face à actual crise social que o BE apresenta com urgência este PES que contempla, entre outras medidas, "o subsídio social de desemprego para todos os desempregados sem apoio, o aumento do salário minímo para 533 euros, a revogação da nova lei das rendas e a proibição do corte da água e da energia às famílias em comprovada situação de pobreza", esclareceu a deputada. 

Para dar a conhecer estas e outras propostas, as próximas acções do PES no Algarve terão lugar a 6, 7 e 8 de junho em concelhos como Vila Real de Santo António, Tavira e Faro.