Share |

Cecília Honório quer resolução dos problemas de climatização do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio

 

Cecília Honório requereu ao Ministério da Saúde a urgente resolução dos problemas de climatização do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio, uma necessidade premente para a diminuição da mortalidade intra-hospitalar. A carência de ventilação naquele estabelecimento de saúde afecta os profissionais e agrava a condição de fragilidade dos doentes internados, pelo que deve o Governo esclarecer que medidas tomou para evitar os efeitos da onda de calor no interior das instalações do Centro Hospitalar em Portimão.

Recorde-se que, em 2008, o Instituto Nacional Ricardo Jorge apresentou um estudo que revelou que a sobrevivência dos doentes internados em serviços climatizados é claramente superior à dos doentes internados em serviços com carência ou inexistência de climatização (40%). Vários estudos internacionais demonstram que durante as ondas de calor não só o número de internamentos aumenta, como se agrava o estado de saúde dos doentes internados que sofreram os efeitos da onda de calor já no interior das instalações hospitalares.

A deputada eleita pelo distrito de Faro relembrou que desde 2004 que o Plano de Contingência para as Ondas de Calor recomenda a climatização dos hospitais para diminuir a mortalidade intra-hospitalar e exige que o Ministério da Saúde esclareça qual a situação nos hospitais do Algarve.

O Bloco de Esquerda pretende que o Governo revele dados sobre a realidade da mortalidade intra-hospitalar durante a onda de calor deste ano, nomeadamente no Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio e salienta que é preciso garantir que os doentes internados não sofram exposições potencialmente prejudiciais para a sua saúde. Promover as condições ajustadas dos equipamentos hospitalares ao calor excessivo é urgente.