Share |

Bloco questiona Ministério da Educação sobre ensino de crianças surdas no Algarve

 

Cecília Honório questionou hoje o Ministério da Educação sobre o atraso na abertura da Unidade de Referência para o Ensino de Crianças Surdas do Algarve, a funcionar na Escola Básica do 1º Ciclo n.º 4 da Penha, no concelho de Faro, alegadamente por falta de auxiliares. Como consequência, 30 crianças com deficiência auditiva, do pré-escolar ao 1º Ciclo do Ensino Básico, não iniciaram esta semana o novo ano escolar no Algarve.

Na origem parece estar a dispensa de cinco Assistentes Operacionais, de acordo com as declarações da Directora do Agrupamento daquela escola. Esta situação traduz-se na perda de uma importante valência na região, lesando gravemente os alunos e suas famílias, dada a impossibilidade no acesso a um ensino especial destinado às suas necessidades.

A deputada do Bloco de Esquerda eleita pelo distrito de Faro quer que a Ministra da Educação tome medidas urgentes para garantir o acesso dos alunos a um ensino inclusivo e à continuidade dos processo de ensino e aprendizagem das crianças surdas do Algarve.