Share |

BE exige respostas sobre a deslocalização da tripulação do salva-vidas de Tavira

Cecília Honório questionou o Ministério da Agricultura e do Mar sobre quais as garantias de segurança para as tripulações e embarcações a operar em Tavira.

A questão surge no momento em que se conheceu a intenção de deslocalizar a tripulação do salva-vidas de Tavira para Vila Real de Santo António, devido à exigência de redução de custo com o pessoal imposta pelo Governo. Segundo o Capitão do Porto de Tavira, esta situação prende-se com ausência de recursos humanos que deviam ser desbloqueados por parte do Ministério da Defesa, entidade que tutela o Instituto de Socorros Náugrafos.

Esta ameaça à manutenção da estação salva-vidas de Tavira motivou, inclusive, o Chefe do Estado Maior da Armada a alertar para "a estação de salva-vidas de Tavira fica seriamente afetada pela deslocalização da respetiva tripulação para a estação de Vila Real de Santo António".

A deputada do Bloco considera a situação grave, inaceitável e exige  uma resposta urgente por parte do Governo. Para o Bloco de Esquerda a política de cortes não pode colocar em risco e segurança das tripulações e embarcações a operar na área marítima de Tavira, sendo fundamental conhecer rápidamente uma resposta do Governo, designadamente sobre quando prêve desbloquear os recursos humanos que assegurem a existência de uma estação salva-vidas em Tavira.

AnexoTamanho
salva_vidas_tavira_mam.pdf439.17 KB