Share |

Comunicado: A Requalificação da EN 125 é uma miragem!

A introdução de portagens na Via do Infante, pelo governo PSD/CDS e com o apoio do PS, significa uma autêntica tragédia económica e social para uma região que vive essencialmente da actividade turística: o agravamento da crise com a falência de inúmeras empresas, cerca de 50 mil desempregados, o sofrimento dos utentes devido ao caos no trânsito, mais feridos e mortos na EN 125.

Como se isto não bastasse, a requalificação da EN 125 transformou-se numa miragem! Veio o governo dizer que a conclusão das obras de requalificação desta via está prevista para Abril de 2013, logo que ultrapassadas as dificuldades com o financiamento da subconcessionária. Mais uma vez o governo está a mentir! Como se sabe, a insolvência de uma das empresas do consórcio vai levar a que, nem tão cedo recomecem as obras. A requalificação prevista poderá até nunca acontecer. Recorde-se que uma das promessas anteriores seria o final das obras de requalificação acontecer em Junho de 2012 e só a partir daqui começar a cobrança de portagens. E uma outra promessa por parte do PSD, CDS e PS foi que o Algarve nunca teria portagens!

Além da própria crise, a introdução de portagens na Via do Infante, a não requalificação das obras na EN 125, a existência de obras paradas nesta via e a chegada do Verão estão a conduzir o Algarve à beira do colapso! Numa época em que a população na região quase triplica, com quase 1,5 milhões de pessoas, os acidentes de viação e as armadilhas mortais na EN 125 e nas vias secundárias espreitam a todo o momento! Os governantes terão de ser responsabilizados por todas as mortes e outras desgraças que ocorrerem no Algarve devido às portagens.

A Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda, em articulação com as Comissões Concelhias, vai levar a efeito uma acção no próximo dia 25 de Julho, denunciando os “pontos negros” ao longo da EN 125 e exigir a sua requalificação imediata, como estava previsto. Mesmo depois de requalificada a EN 125 nunca constituirá uma alternativa à Via do Infante. Por outro lado, O Bloco de Esquerda exige do governo a imediata suspensão das portagens na A22.

Finalmente, o Bloco de Esquerda/Algarve saúda todas as iniciativas que a Comissão de Utentes da Via do Infante tem travado contra as portagens e exorta todos os utentes e população a participar em todas as acções para a sua imediata suspensão.

 

Faro, 16 de Julho de 2012 

A Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda/Algarve