Share |

Cedência de parte dos vencimentos dos trabalhadores à nova sociedade do Grupo Alicoop

 

Cecília Honório, deputada eleita pelo distrito de Faro, exige que a Autoridade para as Condições do Trabalho e o Governo averiguem e confirmem a validade das duras condições para os trabalhadores, decorrentes do Plano de Insolvência da Alicoop. Em causa está a declaração que os trabalhadores têm sido, alegadamente, pressionados a assinar, comprometendo-os a subscrever capital social na sociedade comercial a constituir, mediante a afectação de dois subsídios de férias, bem como a cedência à nova sociedade, a título de empréstimo, de três subsídios de Natal, e um subsídio de Férias, e 10% do salário durante três anos.

 

O medo de perder os postos de trabalho, na nova sociedade, terá levado inúmeros trabalhadores a assinar o referido documento. Porém, nem garantias de preservação dos postos de trabalho, nem garantias de devolução do empréstimo estão, inequivocamente, consagradas na Declaração, razões pelas quais a deputada Cecília Honório exige esclarecimento das instâncias competentes.

 

Desde a primeira hora, o Bloco de Esquerda apostou na recuperação do projecto, na valorização do seu peso na economia da região e na preservação dos postos de trabalho directos e indirectos, por isso foi com agrado que recebeu, neste Verão, a notícia da inauguração dos novos supermercados Alisuper. Porém, a recuperação do projecto deve assegurar os direitos das trabalhadoras e dos trabalhadores da Alicoop.recuperação do projecto deve assegurar os direitos das trabalhadoras e dos trabalhadores da Alicoop.

As perguntas entregues na Assembleia da República podem ser consultadas aqui