Share |

BELA OLHÃO - Mariana Aiveca questiona Ministro da Economia

 

Na sequência da visita que fez, no passado dia 6 de Abril, às empresas Timar e Bela Olhão, que se encontram em fase de insolvência, curiosamente com o mesmo administrador designado, a deputada do Bloco de Esquerda, Mariana Aiveca, endereçou hoje um requerimento ao Governo, através do Ministro da Economia, colocando as seguintes questões sobre a situação da fábrica Bela Olhão:

1. Não considera o Ministro da Economia que uma Empresa com uma área coberta de 18530m2 e área total de 21770m2, com equipamento adequado e capacidade de produção de 150.000 toneladas/ano de alimentos para cães e gatos tem viabilidade e merece todo o apoio do Estado português?

2. Tem V.Ex.ª conhecimento da situação concreta em que se encontra o processo de procura de investidores e que perspectivas existem neste sentido?

Segue em anexo o texto completo do requerimento.

Durante a visita às instalações das referidas empresas, Mariana Aiveca conversou com trabalhadores de ambas as empresas, nomeadamente da Comissão de Trabalhadores da Bela Olhão, que lhe manifestaram preocupação tanto pela sua própria situação de desemprego, como pelo destino da fábrica, em que as intenções manifestadas quer pela autarquia, quer por outras entidades, na busca de um investidor para garantir a sobrevivência da empresa, têm tido pouco relevo e nenhuma eficácia. 

Entretanto, continuam os rumores sobre outros destinos possíveis, como a especulação imobiliária ou turística.

Recorda-se que, na deslocação ao sotavento algarvio efectuada nesse dia, a deputada do Bloco participou ainda num debate sobre a precariedade do emprego e o ensino superior, realizado na Universidade do Algarve, e, acompanhada por activistas sindicais do BE, reuniu com dirigentes da União dos Sindicatos do Algarve (USAL/CGTP), sendo comum o alerta para o crescente aumento do desemprego na região que atinge já hoje mais de 25 mil trabalhadores. 

Ambas as organizações lamentaram o alheamento governamental face a essa situação e ao agravamento da crise social que provoca. O BE manifestou o apoio ao Plano de Emergência para o Algarve, conjunto de reivindicações elaboradas pela USAL e entregue ao 1º ministro aquando da sua presença na inauguração da Loja do Cidadão, em Faro.

14/04/09

O Grupo Laboral do BE de Faro